.addthis_toolbox{text-align:center;}.custom_images a{width:32px;height:32px;padding:0} .addthis_toolbox .custom_images a:hover img{opacity:1} .addthis_toolbox .custom_images a img{opacity:0.50}

*******

*******

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Alfred Charles Kinsey - Pai da sexologia e da revolução sexual dos anos 60.



      Alfred Charles Kinsey (1894-1956), o famoso Dr. Kinsey; foi um entomologista e zoólogo norte-americano que trouxe contribuições significativas parasexualidade humana em suas pesquisas. Em 1947, na Universidade de Indiana, fundou o Instituto de Pesquisa sobre Sexo, hoje chamado de Instituto Kinseypara Pesquisa sobre Sexo, Gênero e Reprodução. (Vide Filme: "Kinsey - Vamos Falar de Sexo")
     Pai da sexologia, da revolução sexual dos anos 60. Na verdade, em sua formação, era biólogo. Largou o curso de engenharia para cursar biologia e se tornar doutor em Harvard, defendendo a diversidade padrões de uma espécie de vespa. O pai, professor conservador e religioso, não via com bons olhos os estudos do filho. Sofreu de raquitismo na infância, que deixou seqüelas físicas.

Com Clara McMillen
      Casou-se com Clara McMillen e teve quatro filhos. Na Universidade de Indiana completou seu trabalho de capturar e catalogar mais de um milhão de vespas, que foram doadas ao Museu Nacional de História Natural, em Nova York. Lá, iniciou um centro de estudos sobre a sexualidade humana, hoje Instituto Alfred Kinsey, além de criar o primeiro curso de sexologia.
   Suas investigações científicas na área da sexualidade resultaram em duas grandes obras: Sexual Behavior in the Human Male e Sexual Behavior in the Human Female; que influenciaram profundamente os valores sociais e culturais no mundo todo. Ainda hoje, elas são fundamentais para compressão da diversidade sexual humana.

     Os estudos de Kinsey são considerados muito polêmicos. As críticas apontam desde erros estatísticos de amostra, reconhecidos pelo próprio Kinsey; até o tipo de metodologia, que alguns casos envolviam práticas sexuais dos pesquisadores com participantes. Apesar disso, nunca houve um estudo sobre a sexualidade humana que envolveu tantas pessoas, sendo considerado como um dos maiores estudos mundiais do comportamento sexual humano.

     Por conta dos resultados de sua pesquisa, em 1973, a Associação Americana de Psiquiatria removeu a homossexualidade do catálogo internacional de doenças, recusando-se a continuar considerando os homossexuais como indivíduos com desordem mental. O mesmo aconteceu com a Organização Mundial de Saúde (OMS), que também passou a não considerar a homossexualidade como uma doença em 1986.

Tabela de Kinsey: classifica de 0 a 6 os níveis de sexualidade.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Padre Cícero é o ´Padroeiro das Florestas

    De patriarca dos nordestinos ao "Padroeiro das Florestas". Esta é uma nova denominação dada pelos ecologistas do Greenpeace, Organização Não Governamental (ONG) de caráter internacional. Semana passada, o destaque no site do órgão, na versão nacional, chamou a atenção para os preceitos do Padre Cícero, trazendo mais uma denominação para o sacerdote, além de destacar o projeto "Árvore do Centenário", adotado a partir deste ano até o aniversário de 100 anos da cidade de Juazeiro do Norte, em julho de 2011. Até lá, será distribuído um milhão de mudas da árvore Juazeiro, para todo o Nordeste.
    No site, também foi incluída para consulta matéria publicada no Caderno Regional do Diário do Nordeste, sobre o início da distribuição das mudas, na Romaria de Nossa Senhora das Candeias, no último dia 2. No texto, publicado no espaço Greenblog, cita Juazeiro como não só o nome de uma cidade, mas da árvore que se tornou símbolo do sertão e da terra do Padre Cícero.
    O sacerdote é citado como defensor das matas e de Juazeiro. E esse ideal de defesa da natureza, que era repassado de forma tão simplificada para os romeiros, é divulgado pelo Greenpeace, por meio dos preceitos que o Padre Cícero deixou para os simples agricultores de todo o Nordeste brasileiro.
    A ideia dos que fazem o Greenpeace no Brasil é vir também para Juazeiro do Norte, no segundo semestre, para espalhar os ´santinhos´ do sacerdote. Foram confeccionados mais de 20 mil deles com a imagem do Padre Cícero como "Padroeiro das Florestas", durante as festas religiosas do município. E é no segundo semestre, durante a segunda maior romaria do ano, a Romaria de Nossa Senhora das Dores, em setembro, que a ONG pretende distribuir cerca de 200 mil mudas de Juazeiro. Esta é a perspectiva, já que a campanha começou com um pouco de atraso, distribuindo apenas 3 mil, durante a Romaria das Candeias, no fim de janeiro.
    Segundo divulgou na imprensa paulista, o diretor das campanhas do Greenpeace, Sérgio Leitão, a ONG começou a distribuir os preceitos ecológicos com a imagem do Padre Cícero no intuito de conscientizar a população sobre a importância de preservar a natureza.
    O material também vem sendo repassado durante audiências públicas que discutem mudanças no Código Florestal no Brasil. "Em vários lugares no mundo, a religião ajuda a criar essa relação com o meio ambiente. A força desses ensinamentos é muito importante", disse Leitão. O Greenpeace pretende levar a campanha para outras regiões do Brasil.
    O escritor Daniel Walker, integrante da Comissão do Centenário, aplaude a campanha. O novo título dado ao Padre Cícero é mais um que chega, segundo o escritor, e muito bem vindo. Ele considera importante envolver o "Padim" com as campanhas do Greenpeace em defesa da natureza, já que é um órgão internacional. "É um ideal de defesa da natureza que se espalha para mundo", comemora.

Preceitos ecológicos do Padre Cícero adotados pelo Greenpeace:

1 - Não derrube o mato, nem mesmo um só pé de pau;
2 - Não toque fogo no roçado nem na Caatinga;
3 - Não cace mais e deixe os bichos viverem;
4 - Não crie o boi nem o bode soltos, faça cercados e deixe o pasto descansar para se refazer;
5 - Não plante em serra acima, nem faça roçado em ladeira muito em pé, deixe o mato protegendo a terra para que a água não a arraste e não se perca a sua riqueza;
6 - Faça uma cisterna no oitão de sua casa para guardar a água da chuva;
7 - Represe os riachos de 100 em 100 metros, ainda que seja com pedra solta;
8 - Plante cada dia pelo menos um pé de algaroba, de caju, de sabiá ou outra árvore qualquer, até que o sertão todo seja uma mata só;
9 - Aprenda a tirar proveito das plantas da Caatinga, como a maniçoba, a favela e a jurema, elas podem ajudar você a conviver com a seca;
10 - Se o sertanejo obedecer a estes preceitos, a seca vai aos poucos se acabando, o gado melhorando e o povo terá sempre o que comer;
11 - Mas, se não obedecer, dentro de pouco tempo o sertão todo vai virar um deserto só".

Greenpeace no Brasil:
São Paulo: (11) 3035.1155/ 3817.4600
Manaus: (92) 4009.8000/ (92) 4009.8004



-->

Mapa!

Locations of visitors to this page